terça-feira, 5 de abril de 2011

não penses, que acabou (...) já . 


não encolhas os teus braços. não puxes as tuas lágrimas para dentro. não te rias para fora se no entanto estás a chorar por dentro. não digas sim para parecer uma boa amiga. não digas não por inveja. não mintas. não digas algo para não pareceres diferente. não tenhas medo de dizer a verdade mais dura. não tenhas medo de olhar para o céu e só te vir uma pessoa á cabeça. não tenhas medo de errar, todos erramos e é com esses erros que crescemos. não tenhas medo de gostar de azul-petróleo. não tenhas vergonha de chorares á frente da pessoa que mais amas, acredita que elas, sim, elas ajudar-te-ão a qualquer hora do dia. não tenhas medo de soprar bolinhas de sabão. não tenhas medo de fazer as figuras mais ridículas, acredita que só com elas serás realmente feliz. não tenhas medo de atender um telefonema de alguém , só porque não queres que ela oiça o teu chorar. afinal a vida não é assim tão fácil.
não tenhas medo de seres quem és, não tenhas medo das tuas inúmeras imperfeições, pois só elas é que chamarão á atenção das pessoas que realmente te amam, é por seres a pessoa mais ridícula do mundo, é por seres a pessoa mais ciumenta que talvez ela conheceu, é por seres a miúda mais otária, que eles nunca, mas nunca te deixaram.
obrigada, amo-te.

2 comentários: