sábado, 11 de junho de 2011


eu continuo aqui há espera de uma sinal teu. eu continuo aqui, sentada na minha rede a olhar para as estrelas esperando por ti outra vez. porque é que desapareces por alguns dias? porque é que me fazes pensar que naufragaste para eu não ter mais noticias acerca de nós? porque é que continuou aqui, se tudo o que dás, devia-me fazer desistir? porque é que eu choro á noite, por ti? porque é que eu ainda tenho esperanças que um dia dês á costa e que a primeira coisa que irás fazer, é justificar-te? porquê? eu continuou aqui, com as milhares de questões, ás quais nunca me deste uma resposta. sim, realmente eu não disse nada. mas isso não quer dizer que não tenha nada para dizer.

1 comentário: