segunda-feira, 22 de agosto de 2011


talvez seja a minha ingenuidade, ou o facto de acreditar demasiado nas pessoas, talvez seja pela confiança que deposite nelas ou talvez seja mesmo eu que acredito sempre em segundas oportunidades e que sou suficientemente forte para aguentar mais uma lágrima escorrer. não sou perfeita e admito que houve tempos em que desejei ser. sou uma pessoa que erra bastante e sempre o admiti. não sou uma boa amiga e nem uma boa pessoa a quem pedir ajuda. não sou uma boa companhia e muito menos uma pessoa de boas palavras, mas sempre soubeste que eu era assim e nunca me excluíste da tua vida por isso. portanto eu a ti não tenho mais nada a dizer, fizeste o que quiseste, enquanto pudeste.

[talvez seja verdadeiro.]

1 comentário:

  1. não sei do que falas , porque quanto eu sei sobre ti , nao és nada do que escreveste ai , es excelente amiga , dizes o que pensas , chamas á atençao quando algo esta errado , e é assim que tem que ser , nao podes pensar que não vales nada , e que nao serves para nada . isso sim , está ERRADO . nao te podes desvalorizar assim . P.S.A.I.D.S (;

    ResponderEliminar