sexta-feira, 2 de setembro de 2011


esperei demasiado tempo, achando que iria conseguir enfrenta-lo sozinha. que mais uma lágrima não iria significar nada comparado com tudo o resto, mas apercebi-me que cada dia que passa mais me destruo por dentro. ciume é pecado, mas sinceramente não acredito em deus e ultimamente são poucas as pessoas têm a minha confiança. sabes que este texto é dirigido a ti, e sabes o que penso em relação a tudo o que estes ridiculos ciúmes, como tu os chamas, nos transformou. sabes do que penso do nosso futuro e a diferença que é do futuro que quero ter contigo. tu sabes, talvez.

Sem comentários:

Enviar um comentário