quinta-feira, 10 de novembro de 2011


não escrevo para te sentires superior, porque agora nem esse lugar ocupas no meu coração. não te escrevo porque tenho saudades, porque isso é algo que agora já não sinto por nós. escrevo-te porque te esqueci. porque superei a tua ausência e o teu cheiro. porque cumpri as minhas promessas, aliás todas as promessas que vos fiz. porque agora falar de ti tornou-se fácil. caminhámos juntos durante largos dias, de mãos dada, e sei que te lembras tal como eu. sei que seguiste em frente, como eu o fiz. sei que ainda me procuras e a tua pessoa continua igual, ao primeiro dia que te vi, naquele campo de futebol seco. sei que se me vires na rua, irás seguir o meu caminho, tal como eu irei seguir o teu. sei que estás ai, basta eu chamar. não te quero para mim, porque agora já não me importo que tu sejas de todas. já não há ciumes, já não há lágrimas derramadas no final da noite. talvez haja uma conversa simples, apenas para saber que estas bem e um sorriso bem forte no final, com as palavras outra vez relembradas. vou-te guardar como uma lembrança, como o meu primeiro tesouro, o meu primeiro sorriso, o meu primeiro beijo, o meu primeiro amor. e para ti, tenho um obrigada a pedir por me teres feito tão feliz quando mais o fez.
with love, a tua antiga princesa.

3 comentários: