quarta-feira, 28 de dezembro de 2011


caminho, tenho tanto para te pedir, tanto para te dizer, tanto para te voltar a repetir e tantas noticias para te anunciar. encontro-me mais forte e se me quiseres derrubar, já não podes utilizar a mesma pedra de sempre, não te garanto que não vá cair nela, mas só e só se passar pelo mesmo lugar mais do que uma vez. porque infelizmente eu não decoro os meus passos, aprendo com eles e tiro lições dos meus erros, mas nada me impede de voltar a cair perante as mesmas pedras. deixa-me guardar o passado e só depois de estar guardado, me faças passar pelas pedras do futuro. deixa-me descobrir, descobrir o que sou, aliás o que fui, para que servi, e o porque é que aconteceu. dá-me tempo, dá-me um atalho para a meta mais próxima, apenas para eu me levantar bem alto e tão cedo, não voltar a cair. porque infelizmente tu meu amor, não és uma parte do meu mundo, mas continuas a ser o meu mundo á parte.

1 comentário: