domingo, 25 de dezembro de 2011


será apenas uma queda. é o meu primeiro pensamento logo pela manhã, e de seguida vem o esforço, para conseguir enfrenta-la. e o mais ridículo, é que a queda, tornou-se sempre a mesma e sempre da mesma forma, sempre o mesmo alvo, sempre o mesmo objectivo e sempre o mesmo esforço, para que mais uma vez, não me deixe levar pelos teus ventos. a cada recaída, maior é o teu esforço, e maior é o meu. tu esforçaste para que de novo me possas conquistar, e eu, esforço-me para não me deixar cair, e após o meu drástico tombo, esforço-me para alçar de novo, outro caminho. a reconquista é lenta, tu com as tuas palavras e eu com os meus sorrisos. tu com os teus telefonemas, e eu com os meus pensamentos durante toda a noite, até que o sono acaba por me vencer. ao me levantar do mesmo buraco de sempre, volto relembrar as mesmas promessas que fiz, na queda anterior. reencontro o meu caminho, mas desta vez alterado, e quando eu estabeleço uma perfeita combinação, entre mim e o meu coração, tu vens, e por momentos, a minha respiração pára, os meus olhos brilham e mesmo que não queira, o meu sorriso torna-se mais forte. mas há medida que o tempo passa, há medida que as quedas se tornam mais vulgares e rotineiras, essa tua magia vai desaparecendo. a minha dor, chega a nunca desaparecer, e o meu coração, vai-se habituando a esta dor que é contínua. porque eu hoje posso cair, pois todas as horas que dispensaste por mim, acabaram por me conquistar, mas acredita, amanhã irei-me levantar.

"nós corremos perigo quando estamos juntos á horas, porque tu tanto me entendes, como me deixas á nora."

3 comentários:

  1. estarei sempre aqui e tu sabes disso . estarei sempre do teu lado mesmo que o que partilhamos esteja a ir por àgua abaixo . deste - me uma grande ajuda naquela semana martinha e , agradeço - te por isso . amo - te ♥

    ResponderEliminar