sábado, 21 de janeiro de 2012



vou deixar o tempo guarda-lo. guardar aquilo que nunca fomos capazes de guardar. vou deixar aquele nosso sitio relembrar aquilo que nunca iremos ter coragem para falar. vamos deixar os meses de Abril passarem para falarem do quanto aquele terreno se tornou conhecido por causa de nós. vamos deixar as nossas almas se encontrarem nos nossos sonhos. vamos deixar os nossos olhares falarem por nós, sem as nossas bocas se mexerem. vamos deixar este vento relembrar o teu cheiro e o meu. vamos deixar o quente do Verão relembrar-me o quanto quente me senti bem, na ultima vez que te abracei. e deixar o Inverno contar-nos o quanto frias foram, e serão as nossas noites sem uma única palavra, nossa. vamos tentar enfrentar o futuro sem o nós. vamos tentar fechar os olhos todas as noites sem lembrarmos-nos das nossas mãos agarradas e da forma como nos calávamos. vamos deixar o ultimo dia de cada um, para trás, apenas porque assim é o correcto. nós fomos feitos um para o outro, com distâncias e pensamentos errados. vou deixar as folhas decorarem a cor do meu batom e as salgadas gotas dos meus olhos, e irei enviar-te apenas para te comprovar que sempre te amei. vou deixar que a minha almofada me diga todas as noites o quanto é mau ouvir-me chorar enquanto não estás cá. vou deixar o nosso relógio cronometrar as horas que não penso em ti, e que tu não serás o meu único pensamento. vou deixar que penses nas minhas últimas palavras e que admitas que sempre te dei o meu melhor. vou deixar que as ondas do mar te mostrem que tudo o que fiz por ti, foi porque nunca foste meu totalmente e quando te quis defender entre a multidão todos me julgavam. vou deixar o sol dos nossos primeiros dias te mostrarem que a nossa rua era o teu melhor caminho. vou deixar o arco-íris te mostrar as melhores cores para o nosso quarto. vou-te mostrar que o nosso livro está cheio de folhas brancas, que a nossa caneta está sem tinta e que a nossa imaginação está impaciente e doente. vou-te mostrar que eu era o teu melhor caminho e tu eras o meu também. mas a vida não é feita de melhores caminhos, mas de caminhos que nos iram fazer felizes para sempre, coisa que eu nunca seria capaz de te fazer. amo-te sem fim, 18.

1 comentário:

  1. visto que não sei metade da história , vou estar sempre aqui para te acompanhar , 24 horas por dia , 60 minutos por hora , 60 segundos por minuto . tudo para te ver feliz . estarei sempre aqui para tudo , amo - te

    ResponderEliminar