terça-feira, 27 de março de 2012


as lágrimas correm-te pelo rosto quase sempre quando tu perdeste algo que sabes que não irás conseguir substituir. e foi o meu caso. serás sempre aquele rapaz que sempre me senti bem por estar com ele. aquele rapaz que me fazia rir a meio da noite por me dizer que não conseguiu comer bolachas porque está a ver um filme e só se pode comer pipocas nesse caso. aquele rapaz que odeia gatos mas tem um em casa. aquele rapaz que odeia barulho mas está sempre em discotecas. aquele rapaz que odeia ler mas que faz os possíveis para ler os meus testamentos. aquele rapaz que odeia gordas mas que se apaixonou por uma. aquele rapaz que odeia aparelhos mas ficou encantado por alguns. aquele rapaz que odeia o dia, mas acorda bem cedo para ir jogar. aquele rapaz que odeio futebol mas que todos os sábados joga um jogo. podia descrever todos os teus dias, todas as tuas manhãs, férias e entre outras, mas para quê? tu seguiste a tua vida, seguiste o amor que nunca te dei. seguiste o sorriso que sempre te escondi por medo. escondeste-te de mim, para tu parares de sofrer. caminhaste ao contrário da minha rua, eliminaste as nossas recordações e hoje passas pela rua e ignoras-me. foste uma boa pessoa, aliás, das melhores que me acompanhou nesta vida. suportaste as minhas quedas e nunca me negaste perante os meus erros. abraçaste-me sempre que pudeste e por mais oportunidades que tivesses, nunca mas nunca desististe de mim. vou ter saudades da pessoa perfeita que nos tornávamos. das palavras que me dizias para me confortar. vou ter saudades apenas do teu perfeito olhar. vais deixar saudades. amo-te, mesmo sabendo que esta não é a melhor palavra para descrever o que sinto.

1 comentário:

  1. Lindo, muito lindo o teu blog. Quantos pixeis tem a largura do teu blog?

    ResponderEliminar