quinta-feira, 15 de março de 2012


a vida é feita de escolhas, umas certas outras erradas, e tu tomaste as tuas. defendi-te mesmo quando menos precisavas. acolhi-te enquanto eu procurava acolho. ajudei-te enquanto rastejava pelo chão. lutei por ti, contra os meus próprios medos e derrubei montanhas para que, tu, tivesses o caminho livre para a tua caminhada e, de tudo o que sacrifiquei por ti, de todos os erros que causei e me auto julguei, tu acabas sempre por pagar da mesma forma. atinges os meus pontos fracos e ultrapassas os nossos limites. alcanças a tua própria felicidade, infelizmente, sem nunca pensares naqueles que te rodeiam. realmente as pessoas mudam, umas para pior, outras para melhor. eu assumo os meus erros e admito que com as varias cicatrizes que o meu coração adoptou, me tornei arrogante. desiludi a nossa confiança uma única vez, mas voltei a conquistá-la com tudo aquilo que tinha e prometi-te nunca mais voltar a fazê-lo, mas de que serve prometeres tanta coisa se nunca as cumpres? os caminhos foram divergentes deste o inicio, as ideias sempre foram diferentes e os motivos pelo qual alcançamos, um dia, a nossa amizade foi por esforços de potências distintas. costuma-se aprender com os erros, mas eu devo ser excepção. a confiança é como a jarra, uma vez caída no chão, numa mais voltará para a mesa. deixaste-me sem palavras, esperava muito mais de alguém como tu, de promessas ditas entre dentes e de todos os momentos que partilhámos, mas como quem faz uma, faz duas, eu desejo-vos um óptimo começo, e um fim diferente de todos nós, porque para todos os fins, novos recomeços e, nós? nunca devíamos ter recomeçado algo que da tua parte, nunca foi cumprido.

1 comentário:

  1. a cada dia que passa , ficamos sempre a surpreendermos-nos com alguem que nunca pensámos que era assim tão surpreendente , só prova que nunca foi merecido o esforço e dedicação que alguma vez podias dar . sempre aqui , amo-te <3

    ResponderEliminar