quinta-feira, 10 de maio de 2012



não sei bem o que dizer, estou farta de escrever e apagar palavras, porque nada sai como sinto, mas como poderia sair se nem eu sei bem o que se passa aqui dentro, nesta confusão de palavras e sentimentos que só queria esquecer. eu acho que estou feliz, aliás, pelo menos achava até há uns tempos atrás, até me sentir sozinha e sentir a tua falta. é sempre assim, quando penso em ti, pára o mundo e eu fico sozinha, sem ti, sem nada, sem ninguém. acho que até eu e tudo aquilo que penso e tomo como correto desaparece, vai para bem longe, e tudo o que me é permitido pensar me leva até ti. e até há pouco tempo, tinha todas as palavras escritas na minha cabeça, cada uma com o seu doce sentido para a vida, colorindo a minha obra de arte a que chamo felicidade, mas por momentos é esquecida, esquecidas as palavras e os sentimentos que possivelmente queria transpor num papel já riscado, que inevitavelmente tornar-se-ia num assunto bastante importante, mas e se fosse para falar de ti? prefiro ficar assim, na ignorância, até me deitar na cama e guardar aquele pequeno tempo a pensar em mim.

Sem comentários:

Enviar um comentário