quarta-feira, 15 de agosto de 2012


a vida torna-te arrogante, faz-te deixar cair a mascara de forte por vezes, só para sentires a salgadas lágrimas a correm-te pela cara, ou pior de tudo, conseguires sentir-te sozinha em todas as noites de verão. a vida é um livro, todos os dias é aberto para um novo sorriso e para uma nova lágrima, para as descobertas e para as desilusões, para a entrada de uma nova pessoa e para a saída de outra, sim, porque hoje as pessoas ajudam-te mas amanha deixam-te rastejar no chão, pisam-te e magoam-te. as pessoas deixam-te de te ligar, de te mandar mensagem, ou de querer saber como estas, e começam a esquecer-se de ti, aos poucos, ao longo dos dias, deixam de lembrar das quantidades de vezes que limpaste as lágrimas delas, que sorriste com elas, até que te trocam (..)

1 comentário: