quarta-feira, 1 de agosto de 2012



"adeus" foi a minha ultima palavra e se soubesses o quanto me custou após toda aquela conversa, após todas aquelas lágrimas ignoradas por ti, após tanto anos a apoiar-te apesar de todas as minhas falhas, apesar de todos os meus erros. sempre disse que não era perfeita, que não tinha as minhas melhores escolhas, mas que estaria cá, depois de tudo o que passamos eu disse que estaria cá! disse que te ia agarrar a mão todas as vezes que caísses, todas as vezes em que estavas num mau dia e mesmo que se eu estivesse mal eu iria-te pôr bem. desculpa todas as minhas falhas, ou até mesmo o meu feitio, que não consegues aturar. desculpa por todas as vezes em que te ignorei, ou não te dei o valor que tanto querias, e que agora o conseguiste de outras pessoas. mas sim, eu sou assim, posso não ser perfeita, mas se tu estivesses em risco de vida, eu daria a minha vida por ti, e acredita, que mais ninguém o faria por ti. mas como te disse, todas as pessoas fazem escolhas, e nem tudo tem de te acompanhar até ao fim, e se soubesses o quanto custa apagar todos os caminhos que criamos juntas, para o nosso futuro. se soubesses o quanto custa parar de dizer nosso, mas sim teu e meu, mas não, tu não sabes, pois como disseste, tu estas feliz enquanto que eu limito-me a chorar todas as noites. mas a minha mãe sempre me disse que para uma porta fechada, uma janela aberta, e talvez agora sim, seja a minha vez de tentar ser feliz, esquecer todas as palavras que me disseste, e todas as lágrimas que deitei por ti, por todas as vezes em que me culpaste por coisas que aparentemente desculpaste. desculpa se não sou a pessoa que esperavas, ou a menina que tem de manter um sorriso falso com toda a gente, até mesmo contigo (..)
i miss you every night.

Sem comentários:

Enviar um comentário