quinta-feira, 9 de agosto de 2012


tentei escrever-te, mas não podia, por isso passei noites a chorar e a abarcar toda esta solidão, empreguei toda esta dor num gigante papel branco que tu esqueceste na tua vida, e apesar de saberes que ele subsiste não perdes tempo para o ler, aliás deixaste de perder tempo comigo e passaste a ocupa-lo com outras pessoas. e o que mais me custa é que sempre que me falam de ti, acusam-me dos teus enganos, solicitam as nossas memorias e asseguram a minha luta, mas a cada dia que passa, mais me magoas, mais me desabrigas enquanto eu aguardo a tua presença. a vida é feita de escolhas e tu escolheste ficar sem mim, restando-me as memorias que com o tempo serão apagadas, assim como tudo aquilo que, juntas, construímos. 

3 comentários:

  1. estarei sempre aqui para ti, nunca duvides. amo-te

    ResponderEliminar
  2. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela sua atenção

    ResponderEliminar
  3. De nada :)
    ainda bem que gostas-te (:

    ja te sigo , beijinho , Daniela :)

    ResponderEliminar