sábado, 13 de outubro de 2012


tenho os olhos cansados, hoje. já bebi dois cafés e três copos de água com meio medicamento lá dentro. deito-me na cama, e sem querer, as lágrimas acabam por cair, eu tento limpa-las, só para que à noite não sinta a almofada húmida. és a primeira pessoa que me vaguei-a a mente, entras em todos os meus pensamentos, e de qualquer coisa que fale, tu estás incluído nela. o que me fizeste? eu já não sei controlar-me, perdi-me no meio do meu quarto e agora já não me encontro. acendo uma vela, para fazer luz. dói-me a cabeça, e pressinto que a qualquer momento ela rebenta. estou com frio, e à mente só me vem o teu calor, o teu cheiro. estou a tentar estudar aquela matéria que me explicaste, mas só me lembro dos teus lábios, do teu sorriso, da tua pele elástica, e deixei-me de concentrar nas tuas palavras. sei que falaste da junção de células, que uma originava duas, e nós, podemos originar só uma?

Sem comentários:

Enviar um comentário